CUSTOS E PREÇOS

GF realiza consultoria para profissionais informais

Os alunos do curso de Gestão Financeira prestarão uma consultoria em cálculo de custos e formação de preços. A iniciativa tem o objetivo de contribuir com profissionais informais

Lais Ernesto

22/04/2020

Os alunos do 3º termo curso de Gestão Financeira da Toledo Prudente Centro Universitário realizarão uma consultoria em cálculo de custos e formação de preços. A iniciativa tem o objetivo de contribuir com profissionais informais e auxiliá-los nos cálculos de seus produtos.


A atividade faz parte da disciplina Gestão de Custos e Formação de Preços, ministrada pelo professor, Marcus Lima. O professor diz que o brasileiro é empreendedor, porém, muitas vezes não sabe fazer os cálculos referentes aos seus produtos. “Uma grande parcela, produz produtos em casa, na informalidade, sendo que grande parte desconhece os cálculos relativos a custos e formação de preços”, explica.


O projeto vai funcionar da seguinte maneira: os alunos, individualmente, devem captar um cliente que tenha as características do projeto. Os consultores solicitarão dados dos clientes e entregarão, na primeira fase do trabalho, os cálculos relativos ao custo.


“Os alunos deverão levar em conta todos os insumos utilizados como matéria-prima, mão de obra, energia elétrica, depreciações, entre outros. E na segunda fase, o trabalho se concentrará no cálculo do preço de venda”, completa o professor.


Vale ressaltar que toda troca de informação entre os alunos e os clientes se darão sem contato pessoal, respeitando as orientações de isolamento social. Os clientes receberão, ao final do projeto, um relatório completo das consultorias.


De acordo com o professor, atividades como esta auxiliam os alunos na aprendizagem prática. “Com os exemplos práticos, o aprendizado é consistente. Quando o aluno vai a campo buscar informação, se comunicar com o cliente, saber o que é relevante e usar o que aprendeu em sala de aula, isso é aplicação, a melhor forma de aprendizado”, salienta.


“É importante destacar ainda que assim contribuímos com os profissionais informais que estão começando e fomentamos o empreendedorismo, que precisa ser profissionalizado”, conclui Lima.