ÍNDICE DE PREÇOS TOLEDO

Pesquisa aponta inflação de 4,44% na cesta básica

Alguns produtos apresentaram uma considerável diferença de preços, como o tomate, que variou entre R$ 4,25 a R$ 9,89, com uma diferença de 132,71%

Lais Ernesto

18/11/2020

A Empresa Júnior da Toledo Prudente Centro Universitário divulga o 14º IPT - Índice de Preços Toledo, do ano de 2020, realizado em supermercados de Presidente Prudente. 


A pesquisa foi realizada em seis supermercados da cidade, no dia 16 de novembro e constatou uma inflação de 4,44% em relação à pesquisa anterior, ou seja, o consumidor que gastava R$ 764,03 para compra da cesta básica do IPT, hoje gasta em média, R$ 797,94. 


O grupo de Alimentos apresentou inflação de 5,04%, com destaque para o tomate (Kg), com alta de 54,12% e o macarrão espaguete (500g), que apresentou um aumento de 14,66%.  


O grupo de Higiene Pessoal apresentou uma inflação de 3,48%, com destaque para o papel higiênico (4un. 30m - fl simples), com a elevação de 8,98% e o Shampoo (340-350ml), com alta de 7,98%. 


Em contrapartida, o grupo de Artigos de Limpeza apresentou uma deflação de 2,78% com destaque para o sabão em barra 5 unididades (200g), com queda de 13,56% e o sabão em pó (1kg), com baixa de 9,63%. 


Devido às promoções, variedades e disponibilidade de produtos nos estabelecimentos, alguns produtos apresentaram uma considerável diferença de preços entre os locais pesquisados, como o tomate (Kg), que variou entre R$ 4,25 a R$ 9,89, com uma diferença de 132,71%, e os ovos brancos (dúzia), que variou entre R$ 3,49 e R$ 11,50, resultando numa diferença de 229,51%.  


A concorrência entre os supermercados dá ao consumidor a oportunidade de economizar até 57%, pois, comprando uma unidade de cada produto pelo maior preço, ele gastaria R$ 380,06. Já se a sua compra fosse feita pelo menor preço de cada produto, o total gasto seria de R$ 241,78, economizando assim o valor de R$ 138,28. 


A pesquisa teve a participação de três alunos da Toledo Prudente: Pedro da Silva Filho, Rafael Hirata e Victória Trevizan. Os trabalhos foram orientados pela professora Fernanda de Lima Bagli. 


Confira a pesquisa na íntegra!