Processo Seletivo da EJT de 2006

13/03/2006

A Empresa Júnior Toledo - EJT, juntamente com a professora Rosângela Domaneschi Neves, professora de Psicologia Organizacional no curso de Administração e orientadora do Processo Seletivo deste ano, decidiram fazer a seleção dos novos integrantes da EJT por Competências, cujo objetivo é trazer para a seleção maior segurança na contratação da pessoa para o lugar certo, pois, pesquisas indicam que o método tradicional de entrevistas, principalmente aquele indicador do candidato certo, não garante uma contratação de sucesso.

A missão da EJT é colocar toda a teoria recebida na sala de aula em prática, para que esses alunos possam ter um diferencial no mercado de trabalho que hoje está cada vez mais competitivo.

Ser competente e ter competência são coisas iguais ou diferentes?
Ser competente está relacionado a um bom desempenho numa determinada tarefa, o que não garante que esse desempenho será sempre bom. Ter competências para a realização de uma tarefa significa ter conhecimentos, habilidades e atitudes compatíveis com o desempenho dela e ser capaz de colocar esse potencial em prática sempre que for necessário.

As competências comportamentais têm sido foco de muitas atenções no mercado de trabalho, pois, no mundo organizacional de hoje, o comportamento é um diferencial competitivo para qualquer profissional que tem como meta uma carreira ascendente dentro de uma empresa. Uma qualidade essencial na Seleção por Competências é o fato de não se basear na intuição, para a escolha do candidato, mas sim em fatos concretos e mesuráveis como o comportamento.

Pelo fato da maioria dos alunos dos primeiro anos de Administração e Ciências Contábeis não conhecerem e nem saberem como funciona uma Empresa Júnior, foi realizada nos dias 6, 7 e 9 de Fevereiro uma apresentação e nas demais classes foram colocados cartazes de divulgação.

As inscrições foram abertas do dia 6 a ao dia 10 de Fevereiro, na qual cada candidato preenchia uma ficha de inscrição e trazia anexado um currículo. As ferramentas de avaliação foram:

Ø Redação;
Ø Dinâmica;
Ø Entrevista.
A redação e a dinâmica foram realizadas juntas nos dias 21, 22 e 23 de Fevereiro e a entrevista foi realizada nos dias 8, 9, 10, 13 e 14 de Março. A redação e as entrevistas foram realizadas individualmente e a dinâmica em grupo.

Este ano foram 77 os inscritos, sendo que 69% desses alunos estão cursando o primeiro ano de Administração.

As funções disputadas foram as seguintes:
Ø Auxiliar da Diretoria/Presidência;
Ø Auxiliar da Diretoria de Marketing;
Ø Auxiliar da Diretoria de Projetos Sociais;
Ø Auxiliar da Diretoria Administrativa/Financeira;
Ø Auxiliar da Diretoria de Negócios;
Ø Auxiliar da Diretoria de Recursos Humanos.

A função mais concorrida foi a de auxiliar da Diretoria Administrativa/Financeira com 35 candidatos. A intenção da EJT é chamar a maioria desses candidatos durante o ano de 2006, de acordo com as vagas que vão surgindo e o perfil de cada candidato. Inicialmente serão chamados os candidatos que preencham todas as competências adequadas.

Vale lembrar que para cada função escolhida, foram feitas avaliações diferentes, ou seja, são oito funções e para cada uma dessas há uma avaliação específica. Além da professora orientadora, o Processo Seletivo contou com a colaboração dos diretores da EJT, de alunos do Estágio Supervisionado e da Supervisora de Prática Profissional, Maria Lúcia Ribeiro da Costa Malacrida.

As fotos são da dinâmica ocorrida no processo seletivo.