Toledo/PP comemora 43 anos

12/05/2004

Com seu trabalho cada vez mais solidificado, a Toledo de Presidente Prudente comemora, neste dia 13 de maio, 43 anos de fundação.
Diretor geral da Toledo/PP, Milton Pennacchi recorda o dia em que chegou a Presidente Prudente, ao lado do fundador da faculdade Antônio Eufrásio de Toledo. "No dia 2 de março de 1961, o doutor Toledo veio a Presidente Prudente, onde foi recebido pelas lideranças locais, que falaram sobre o anseio da população para que fosse implantada na cidade, uma Faculdade de Direito".
Foi o início da Toledo/PP. Naquele mesmo ano, no dia 13 de maio de 1961, eram iniciadas as atividades da Faculdade de Direito de Presidente Prudente, na Vila Liberdade, onde hoje funciona a EEPG Profª Francisca Almeida Góes Brandão. Em 1962, a escola instalou-se em prédio próprio, na Vila Furquim, onde permanece até os dias atuais. À Faculdade de Direito, somaram-se a Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas (1970), a Faculdade de Ciências e Letras (1972), hoje desativada e a Faculdade de Serviço Social de Presidente Prudente (1984).
Em 2004, quando comemora seu 43º aniversário, cerca de 2.800 alunos compõem o corpo discente dos cursos de graduação - Direito, Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Serviço Social, além dos cursos de pós-graduação lato sensu, esses em franca expansão.
Para Milton Pennacchi, à frente da Instituição de Ensino Superior - IES - desde o início, fica a certeza de que, se aqui estivesse, o Dr. Antônio Eufrásio de Toledo teria orgulho do trabalho que vem sendo realizado. "Na condição de seus sucessores em Presidente Prudente, seguimos a filosofia implantada por ele e a transmitimos a todos os nossos colaboradores no cumprimento do objetivo maior das Faculdades: formar bons e competentes profissionais, conscientes de seu papel de cidadãos, acima de tudo".
A consciência de sua missão de educadores norteou o trabalho desenvolvido pelos gestores da Toledo/PP desde sua instalação, daí o reconhecimento da comunidade local e regional. Esse reconhecimento estendeu-se à esfera nacional, na medida em que os resultados das avaliações levadas a efeito pelo MEC referendaram a qualidade do ensino ministrado na IES.
Realmente, os conceitos "A" obtidos pelos Cursos de Direito, Administração e Ciências Contábeis nos Exames Nacionais de Curso - Provão, bem como as conclusões das Comissões de Avaliação de Direito (outubro/2003) e Administração (abril/2004), atribuindo conceitos Muito Bom nas três dimensões avaliadas: Organização Didático-Pedagógica/Corpo Docente/Instalações, comprovam o disposto acima. Além disso, o Curso de Direito recebeu o Selo de Qualidade do Conselho Federal da OAB, distinção concedida a apenas 12 (doze) Cursos de Direito no Estado de São Paulo e 60 em todo o Brasil.
Envolvimento e comprometimento: eis as palavras-chave utilizadas pelos avaliadores do MEC em sua análise da Toledo/PP, que representam, em última análise, a essência das Faculdades ao longo de sua existência.
A importância do Dr. Toledo como pioneiro do ensino superior, bem como a seriedade de seus gestores, foi destacada pelos membros da Comissão de Avaliação do MEC: **"trata-se de uma Instituição originária do espírito empreendedor e da capacidade educadora do Professor Antônio Eufrásio de Toledo, que dedicou significativa parcela de sua vida à interiorização do ensino superior." *"... a IES demonstra sério compromisso pela qualidade de educação, fato registrado pelo corpo discente, bem como pelos resultados obtidos através dos exames oficiais e pelo bom desempenho dos discentes e egressos no mercado de trabalho, inclusive no mundo acadêmico."
O papel da Toledo/PP como agente transformador da realidade também foi destacado pelos avaliadores: **"... uma importante instituição, capaz de contribuir sobremaneira para o processo de desenvolvimento da região oeste do Estado de São Paulo, considerando não só a sua localização, mas também sua influência no crescimento sócio-econômico da região conhecida como Alta Sorocabana".
As comemorações de seu 43º aniversário transcorrerão em meio às visitas das Comissões de Avaliação do MEC aos Cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis e Serviço Social. Será mais uma oportunidade de aprimoramento à luz de um olhar externo, para uma instituição na qual a cultura de avaliação faz parte de sua existência, considerada esta como instrumento para seu crescimento qualitativo e contínuo aperfeiçoamento de um trabalho que dignifica sua comunidade acadêmica e o ensino superior do Brasil.

* Profs. Antônio Valdecí Nobles/Aderlan Viana Crespo (Comissão/Direito)
** Profs. Mauro de Souza Henriques/Marco Antônio Lins dos Santos Beserra (Comissão/Administração)