Toledo/PP é recomendada pela OAB

28/01/2004

A Toledo/PP está entre os melhores cursos jurídicos do país e recebeu do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB o selo de qualidade pela regularidade de seu desempenho.
Com 762 faculdades de Direito espalhadas pelo Brasil, a OAB concluiu que, apenas, 28% dos cursos são recomendados. A entidade analisou os cursos em funcionamento há mais de nove anos.
"A Faculdade de Direito de Presidente Prudente foi criada em 1961 pelo nosso querido dr. Antônio Eufrásio de Toledo, que nos disse, à época: 'Milton, a São Francisco/USP é, indiscutivelmente, a melhor dentre as faculdades de Direito do Brasil. Faça com que a nossa se aproxime dela em qualidade'. Desde então, procurei escolher nossos diretores, professores e funcionários para, de mãos dadas, atingirmos nosso objetivo: fazer com que o nosso curso de Direito fosse, também uma referência de qualidade de ensino em âmbito nacional", fala o diretor geral da Toledo/PP, Milton Pennacchi.
Para o diretor da Faculdade de Direito de Presidente Prudente, João Baptista Mimesse Gonçalves, formado pela Toledo/PP em 1970 e professor há 27 anos, esse reconhecimento por parte da OAB, "da excelência do nosso ensino, é um coroamento natural dos esforços que esta faculdade vem desenvolvendo desde a sua fundação. Esta faculdade foi fundada para permitir que os alunos desta região tivessem, aqui mesmo, a oportunidade de fazer o seu curso de Direito, dentro dos padrões das melhores faculdades do país. Dr. Antônio Eufrásio de Toledo assumiu esse compromisso, que tem sido honrado pelo sr. Milton Pennacchi, por sua esposa Marlene de Toledo Pennacchi e pela família desses notáveis pioneiros do ensino".
Segundo o coordenador do curso de Direito da Toledo/PP, Sérgio Tibiriçá Amaral, o selo da OAB vem coroar um trabalho de mais de quarenta anos, realizado pelo diretor geral da Toledo/PP, Milton Pennacchi e por todos os diretores, professores e funcionários que, "ao longo desses anos, passaram pela 'casa'".
Num total de 215 cursos de Direito, avaliados pela OAB, 155 não são recomendados. Para a análise, foi considerado o rendimento dos alunos no Provão do MEC e no Exame da própria OAB. No Estado de São Paulo, apenas, 12 faculdades mereceram o selo de qualidade da OAB. O índice de reprovação de candidatos no Exame da Ordem no Estado é de 71%. Segundo a entidade, há excesso de cursos de Direito no país.
Vale lembrar que a Toledo/PP é nota A no Provão do MEC e recebeu o Conceito Muito Bom - CMB, nota máxima atribuída pelo Ministério da Educação, em todas as suas dimensões - Instalações Físicas, Corpo Docente e Organização Didático-Pedagógica.